domingo, 18 de janeiro de 2009

O despudor de largar um livro a meio...





"Leio mais ou menos uns dez livros ao mesmo tempo. Não acabo todos. Nem me preocupo com isso. Começo um livro se o assunto me interessa naquele momento e, se não interessa mais, devolvo à estante sem a menor cerimónia. Devo terminar, chutando, metade dos livros que começo. Acho que é um índice bom".



"É muito melhor ler aos poucos vários livros que nos dão prazer do que engolir rápido um livro que não aguentamos mais".


"Conheço muita gente que não consegue parar um livro no meio. Eu já quis ser assim. Hoje, não me incomodo..."



Estas são três citações de Eduardo Carvalho do seu artigo Sobre ler vários livros ao mesmo tempo.

Fiquei com um bocadinho de inveja do seu desprendimento, do seu despudor em deixar um livro a meio. A mim custa-me, dá-me um sentimento de culpa,de desrespeito ou de perda pelo que deixo por ler... É difícil explicar este meu constrangimento, como se cada livro fosse um amante e o estivesse a trair ou a abandoná-lo por não o deixar lido. cumprido, inteiro em mim. Sim, acho idiota esta minha atitude! :) O que Eduardo Carvalho diz faz imenso sentido. Vou tentar descontrair, e velejar pelos livros a meu belo prazer...enquanto me seduzirem vou ficando, quando perderem o fascínio parto para outras margens.


Vale a pena visitar o blogue de Eduardo Carvalho.
Descobri-o através de Livros e Afins, óptimo espaço de leitura e interacção neste contexto dos livros.


1 comentário:

Eduardo disse...

Legal que gostou - do post e do blog. :-) Obrigado.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin